sábado, 12 de maio de 2012

"DUNAS"




Olho o horizonte que se perde do meu olhar

Lá longe muito para lá do infinito

Estão as dunas das nossas histórias

Areia, ondas suaves transbordavam do mar

Ondas em melodias , cântico tão lindo

Dunas, sonhos, vidas das minhas memórias…

Aperto os dedos nas minhas mãos cheias de nada

Por onde me escorrem lágrimas de tanta saudade

Dunas da minha infância, cidade da minha alegria

Dunas, falésias, amor de uma vida inteira, agora parada

Sem ti, perdi o rumo da liberdade

Perdi as asas nas dunas da nossa vida…

Ah! Lágrimas em que me lavo

Nas dunas das nossas vidas

Ah! Saudades que tanto travo

Vida! Dunas nunca esquecidas…

Chega a mim um fio de água pura

Que me traz á realidade da vida

No céu brilha uma estrela em candura

Aquece o meu coração de sorrisos , de alegria.

A ti cidade, das dunas que eu tanto amo

E, ainda que eu fraquege

E, ainda que de saudades tanto suspire

Mais a mim me fortace

Ah dunas! Saudades que por ti vive…

( Escrito por: Angelina Alves)



1 comentário:

ღα૨gѳђ ખ૯૨ท૯૮ઝܟ disse...

..naveguei por entre essas dunas...

senti saudades tb.


beijo