sábado, 6 de agosto de 2011

"Candura de um olhar"


Viverei dia após dia e mais uns instantes
Aspirar livremente um ar suavizado
Vogar  nas ondas do mar deslumbrantes
Viverei cada dia tendo-te a meu lado.
Lê meu hino de amor: o mistério que encerra
Soletro o teu nome apenas com olhar ligeiro
Oh! como vejo fluir o céu na terra
Amar sorrir falar de nós ao mundo inteiro.
Tinha então meus quinze anos
Flor leal de mimo e candura
Jurámos amor eterno em nossos planos
Ansiei consagrar a ti minha alma pura.
Olhas-te a minha inocência o amor que ardia em chama
Meu sorriso  de anjo  nos teus olhos poisou
Leve como uma pena a ti se elevou minha alma
Os céus o mar a terra o nosso amor testemunhou.
Subimos as mais altas montanhas
Sem nunca perdermos a fé em Deus
E do fundo das nossas entranhas
Vidas sonhos que eram meus e teus.
E nesta terra abençoada as nossas raízes nasceram
Sempre com a esperança de as ver florir
Desabrocharam  na terra firme que os viu crescer
Nossos filhos abençoados em primaveras sempre a sorrir.
Viverei dia após dia mais um dia mais uns instantes
Cada dia meu é teu e eu te inundo de ternura
Em silêncio minha alma por ti chama ampla desnuda
Viverei para te amar tanto e tanto hoje como dantes...

(Angelina Alves)

2 comentários:

Fatima disse...

Olá Angelina!
Vim dar uma espreitadinha ao teu blog...Adorei.Está lindo!!!
Já te estou seguindo amiga...Bom fim de semana...beijinhos

Malu disse...

Que candura de poema!



Olha passei para lhe indicar um link agregador que achei muito bom.
Estou falando do www.superlinks.blog.br.
Você vai poder divulgar suas páginas, pois os critérios deste site são sérios e vale a pena conhecer e suas páginas possuem excelentes postagens.
Um grande abraços..