sábado, 21 de abril de 2012



(Esta imagem foi retirada do Google)


Quero unir todos os pedaços
Das nossas vidas
De cada palavra tua dita em verso
Guiar-me sguindo os passos
Que contigo foram dados com alegria
Tu! foste o meu tudo o meu direito o avesso...
Quero sentir o ar vindo do oceano
Banhar-me nas brumas quentes das areias do mar
Quero ser uma pomba  branca que voa solta
Voar pelos céus  percorrer o seu encanto
Oh! meu amor...Até poder-te encontrar
Beber o teu sorriso e trazeres-me de volta...
Acordar só quando estivessemos juntos de novo
Como quando a vida nos uniu
Naquela primavera tão cheia de encanto
Subimos a todos os cumes,  brindamos com o povo
Aquele que as portas abriu
Aquele que enterrou o nosso pranto
Quando de nós no cais se despediu...
Quero unir pedaços de palavras
Aquelas que uniram a argila e o orvalho, alegria amor
Aquelas que uniram a nossa vida
Que partida e repartida de vivências inacabadas
 De sonhos interrompidos, partidas e tanta dor 
Lembrar-te! Ah  o teu sorriso me extasia....
Deixo-me embalar nesta melodia de sonho
E, sem me desligar do mundo real que me atropela
E do cansaço da vida que tanto me dói
Eu uno todas as palavras e depois as solto ao vento
À terra, ao mar,  e ao sol que por mim vela
Viverá para sempre o nosso amor nada o destroi
A nossa história viverá em todo o tempo...

Escrito por: Angelina Alves




1 comentário:

Maria Lucia Santos disse...

Meu coração, asas de borboleta,
alça suave voo pelas alamedas
e hoje guarda a poesia procedente de você.
Feliz Fim de Semana
⏜⏝⏜
Happy Weekend
My heart, butterfly wings,
handle the alleys smooth flight
and today keeps the poetry coming from you.